Entenda o que é a Kanban Agile

O Kanban surgiu no Japão por volta da década de 60, implementado pela Toyota para fazer um controle mais rígido de seu estoque.

O objetivo era permitir o sucesso da produção just-in-time, isto é: um item só ficava disponível para ser usado no processo produtivo exatamente no momento em que era necessário.

Para isso eram usados cartões em quadros que sinalizavam para os membros das equipes quando era necessário produzir o item a ser integrado na linha de produção.

Veja aqui 3 exemplos de board kanban criados por quem entende do assunto.

Metodologias ágeis, por sua vez, nasceram a partir do chamado manifesto ágil, criado no início deste século, e que visava ditar diretrizes para o desenvolvimento de softwares de uma forma que atendessem às necessidades dos clientes por meio de uma evolução constante de seus atributos e funcionalidades, sempre testadas antes de serem implementadas.

Hoje a metodologia ágil é usada em várias áreas, do desenvolvimento de produtos ao marketing.

Nesse post, você pode conhecer mais sobre uma maneira bem específica de usar a metodologia ágil: Agile marketing para um time de sucesso

Para compreender o que é a metodologia kanban agile, leve em conta que ela une as melhores características destes dois conceitos, e é sobre isso que vamos falar nesta postagem.

O que é a metodologia kanban agile: entenda definitivamente

A metodologia kanban agile guarda em sua maneira de ser emprega alguns dos conceitos que a inspiraram originalmente, quando idealizada nas linhas de produção da Toyota.

Assim, o fluxo das tarefas de seu processo – seja para o desenvolvimento de um software, a criação de uma campanha de marketing ou de outro projeto qualquer – deve ser contínuo e ininterrupto, sem atrasos ou esperas.

Todas as perdas de recursos devem ser evitadas, o que se relaciona muito com a ideia do método ágil de se fazer pequenos avanços em seu projeto, testá-los e só seguir adiante se tudo for confirmado.

Isso evita grandes perdas que ocorreriam caso fosse necessário mudar tudo, depois que um enorme avanço e investimentos no projeto tivessem sido feitos.

Além disso, uma tarefa só se inicia depois que a outra foi terminada, mas sem que ninguém fique ocioso. Assim, nessa analogia, em vez das peças e itens seguirem pela “esteira de produção”, na metodologia kanban agile são as tarefas que passam de pessoa para pessoa, sempre no momento certo.

Por fim, um dos conceitos que nunca foram abandonados e que se mantém até hoje na metodologia kanban agile é o controle visual do processo, normalmente por meio de quadros, que veremos mais adiante.

Para evitar mal-entendidos sobre estas e outras nomenclaturas relacionadas, você pode consultar este texto: Lean e kanban boards são a mesma coisa? Afinal, qual a diferença?

Os 4 princípios da metodologia kanban agile

Na hora de criar seus quadros de fluxos de processos kanbam agile, tenha em mente estes 4 princípios:

  1. A comunicação deve ser ágil e intuitiva, por meio de sinais visuais de fácil compreensão.
  2. As tarefas devem estar fluindo sempre, mas há um limite do número de tarefas em andamento além do qual é impossível trabalhar com qualidade.
  3. Fazer o controle periódico do fluxo das tarefas por meio de KPIs e de testes para prever problemas futuros.
  4. Procura alcançar não apenas a melhoria contínua dos processos, mas agregar valor a cada etapa do projeto em desenvolvimento, para entregar um resultado final totalmente afinado com as necessidades dos clientes.

Inspirados nesses princípios, o kanban (e o scrum também) desenvolvem quadros para o acompanhamento dos processos ágeis.

Vamos entender melhor esses quadros no próximo tópico.

Quadros kanban agile

Estes quadros não têm um modelo fixo, podendo variar de projeto para projeto, afinal, desenvolver um software e criar uma campanha de marketing englobam tarefas que podem ser bastante diferentes.

O conceito inicial dos quadros criados segundo a metodologia kanban agile contam com 3 colunas, onde as tarefas são alocadas e, conforme vão sendo desincumbidas, são passadas para a coluna seguinte.

Assim, a primeira coluna é FAZER, a segunda EM PROGRESSO e a terceira FEITO.

Conforme cada membro da equipe toma para si a incumbência de uma tarefa do quadro que estava na coluna FAZER, ele a transfere para a coluna EM PROGRESSO, o que permite um controle geral de todos sobre o que está sendo feito, o que já terminou (pois foi colocado na coluna FEITO) e o que precisa ser resolvido.

Posteriormente, estes quadros foram ganhando novas colunas e uma das configurações mais usadas no desenvolvimento de softwares, por exemplo, conta com 6 delas:

FAZER, PLANEJAR, DESENVOLVER, TESTAR, IMPLANTAR e FEITO.

Assim, por meio da metodologia kanban ágil é possível desenvolver projetos e liderar equipes de uma forma bastante visual e integrada, conseguindo alcançar seus resultados com mais rapidez e assertividade.

Quer se aprofundar neste assunto? Então leia mais uma postagem de nosso blog: Um dos autores do manifesto critica as metodologias Ágil e Scrum

Desenhar processos ágeis e ganhar em produtividade pode ser ainda mais fácil com uso de uma ferramenta de modelagem de processos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s