DISRUPÇÃO: CHEGOU A HORA DE REVOLUCIONAR!

Existem empreendedores que prosseguem ao longo de muitos anos fazendo a mesma coisa e reclamando que não conseguem resultados melhores para os seus negócios. Para obter um resultado diferente, é preciso agir de modo diferente. Não adianta mais do mesmo, pois o mundo empreendedor possui tendências – que você tem que conhecer – e inovações que você deve testar em sua empresa. Por acaso, você já ouviu falar em “Inovação Disruptiva”? A expressão é relativa às mudanças impactantes, ou seja, inovações capazes de provocar uma ruptura com o modelo atual, ocasionando relevantes alterações no cenário empreendedor de um determinado ramo ou produto.

No campo da alavancagem empresarial, a disrupção pode ser um grande ingrediente e diferencial para o seu negócio. Podemos entender a disrupção como um mecanismo de desvinculação do tradicional ou contínuo, que permite qualquer empresa (inclusive de micro ou pequeno porte) promover uma mudança de valor/conceito para o seu produto ou serviço, rompendo barreiras de posicionamento que lhe colocam em destaque no mercado frente aos seus concorrentes (ainda que sejam de grande porte). Assim, podemos ter uma pequena empresa superando uma grande empresa após uma disrupção. Exemplos não faltam no mercado mundial, tais como a UBER que inovou na forma de transporte particular de passageiros, enfraquecendo o campo de atuação dos tradicionais táxis; a Airbnb, que rompeu com o modelo padrão de hospedagem, tornando-se uma grande “rede de hotéis”, sem que seja necessário possuir um imóvel sequer; a Netflix, que trouxe uma potente disrupção no mercado de canais por assinatura, vencendo as gigantes Sky e NET. Em todos os exemplos pode ser constatada a ausência de regras pré-definidas de disrupção para o sucesso das empresas.

Evidente que, como tudo no mundo dos negócios, há um risco. É possível que uma estratégia de disrupção leve a empresa a não conseguir obter o retorno esperado, podendo, inclusive, apresentar um resultado financeiramente negativo (prejuízo) no período, pois serão incorridos custos para a implementação. Apesar disso, a disrupção tem sido cada vez mais praticada, especialmente por Startups. Isso porque, quando a disrupção gera um resultado de êxito, os ganhos podem ser incalculáveis.

É bom ressaltar que a disrupção não é privilégio de alguns setores. Ela pode (e deve) ser aplicada em qualquer ramo de negócios. O que vem sendo utilizado (e ajuda bastante!) por muitas empresas que adotaram práticas disruptivas é a chamada “tecnologia disruptiva”. Claramente, podemos perceber que o emprego da tecnologia nos negócios permite a eliminação de certos obstáculos, como, por exemplo, o de o cliente ter de ir até a loja. Por isso, o e-commerce tem crescido muito no mundo empreendedor e já está se tornando o costume dos consumidores das gerações Y e Z. Assim, não há motivos para não arriscar e mudar a sua forma de vender, o seu produto, o seu serviço ou  a sua comunicação. É preciso inovar rompendo com o modelo existente, provocando a disrupção capaz de gerar os resultados positivos esperados. Se você não pensar desse modo, com o tempo o seu negócio será ultrapassado e, provavelmente, as suas portas serão fechadas. Se quer um resultado diferente, faça algo diferente, algo inovador e disruptivo.

Siga o Instagram: @momentodoempreendedor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s