O que é Transmídia?

A TRANSMÍDIA consistem em utilizar várias mídias de forma complementar, para enriquecer a apresentação de um assunto, de forma que cada mídia extenda o conteúdo de forma diferente, porém complementar, aumentando assim o entendimento, e interesse, do consumidor final.

Difere do conceito de MULTIMÍDIA, pois neste, sáo usados vários meios para divulgar um assunto, podendo ser esta divulgação simplesmente uma “cópia”, alterada para o formato específico da mídia utilizada. Neste caso o conceito é mais comumente chamado de CROSSMIDIA.

Casos de TRANSMÍDIA podem ser verificados no Universo Marvel, Star Wars ou ainda Matrix e na série LOST.

Continuar lendo “O que é Transmídia?”

Anúncios

Dicas essenciais para o Facebook

1. Quantidade versus Qualidade

O objetivo de suas ações de marketing no Facebook  não deve ser apenas para conseguir uma grande quantidade de pessoas para “curtir” sua página. Busque pelos fãs certos e suas ações podem dar muito mais resultados;

2. Massa Crítica

Ter uma grande comunidade também pode lhe abrir as portas para os amigos de seus fãs;

3. Atenção ao EdgeRank

Por causa de um algoritmo chamado EdgeRank, a maioria das páginas só alcançam uma pequena parcela de todos os seus seguidores. Estima-se que somente 7,5% de seus fãs vejam suas postagens diariamente;

4. Envolvimento

Não fique apenas empurrando mensagens aos seus seguidores, tente envolvê-los;

5. Flexibilidade

Seja flexível, exerça seu lado profissional sem esquecer da diversão;

6. Relações Públicas

O pessoal de RP deve sentar na mesa de discussões. Deixe o pessoal das relações públicas trabalharem com a equipe de Mídias Sociais;

7. Poder de Influência

Os dados mostram que o Facebook é o topo dos influenciadores nas vendas online, mas algumas pesquisas ainda não lhe dão todo o crédito que ele merece. Seu poder de influência é indiscutível;

8. Anúncios com Qualidade

Anunciar no Facebook é uma ótima estratégia. Se puder contratar uma agência de propaganda especializada para criar um anúncio de qualidade para sua empresa, melhor;

9. Clickthrough Rate

Quanto mais altas as taxas de “clickthrough” em anúncios no Facebook, mais baixos os custos de aquisição de fãs;

10. Concursos e Promoções

Concursos não devem ser usados para conquistar novos fãs, mas para fazê-los participar de suas ações;

11. Complemento

O Facebook deve ser usado para complementar seu marketing online e não para substituir seu site;

12. Horário de Trabalho

Seu público não usa o Facebook das 8hs às 18hs (à controvérsias) sem parar, então você não pode ser um gerente de comunidade limitado a esses horários, você tem que ir além;

13. Simplicidade

Campanhas de marketing muito complicadas tem um baixo nível de resposta. Aqui também vale a velha máxima: menos é mais. Mantenhas suas ações simples e o retorno virá. Apesar de ser uma rede social, as pessoas estão ocupadas e não podem lhe dar toda a atenção que gostaria;

14. Criatividade e Interatividade

Campanhas criativas – e interativas – são mais eficientes nas Midias Sociais do que a propaganda tradicional – estática e imutável – que se originou das limitações da mídia impressa. Use e abuse da interatividade;

15. Emoção

As pessoas se conectam emocionalmente às Mídias Sociais. Pense nas emoções que sua marca poderia inspirar nessas pessoas e conecte-se a elas;

16. Propósito

Normalmente, as pessoas se tornam fãs de uma marca quando ela está alinhada a uma causa. Em que sua empresa acredita?;

17. Propaganda

Oitenta por cento (80%) das pessoas que clicaram em banners no Facebook, o fizeram porque gostaram deles. Esses novos fãs, nunca chegaram a ver a página de sua empresa. Mais um motivo para caprichar nos seus anúncios;

18. Business to Business

O marketing Business2Business no Facebook pode até funcionar, mas pare de falar tanto de sua empresa e comece a se envolver mais com seus clientes;

19. Significado dos Números

Não interprete os números por eles mesmos, compare-os com a média do seu mercado. Por exemplo: quantos “curtir” e “comentários” tem suas publicações em relação aos seus concorrentes. Esses números são muito mais significativos do que contar apenas a quantidade de visitas a um post;

20. Quantidade versus Utilidade

Não há um número certo de postagens diárias para cada tipo de empresa. Não publique nada se não tiver nada a dizer, mas publique dez ou mais vezes, se tiver muito para compartilhar. Por exemplo: algumas áreas como esportes e turismo são muito sazonais e tem mais coisas para publicar somente em certas épocas do ano. Se a área de atuação de sua empresa não tiver muito assunto, fale sobre coisas que podem ser úteis aos seus seguidores e estejam correlacionadas a sua atividade.

Fonte: http://www.superempreendedores.com/web/20-dicas-de-marketing-essenciais-para-o-facebook/?utm_content=buffer5bae1&utm_medium=social&utm_source=twitter.com&utm_campaign=buffer

Conteúdo duradouro na Internet

A criação de conteúdo é um trabalho duro. Portanto, se você vai se dar ao trabalho de produzir conteúdo, vai querer se certificar de que o seu investimento vai gerar um excelente lucro por um longo período de tempo.

E se cada um dos seus artigos e posts de blog fossem canais de dinheiro que nunca, jamais, desligam? E se eles continuassem a te trazer acessos, conversões e rendimentos?

Eu vou lhe dizer como conseguir isso.

Para fazer uma estratégia de marketing de conteúdo com um ROI de longa duração você precisa criar um conteúdo duradouro. Esse tipo de conteúdo mantém sua relevância por muito tempo. Um conteúdo duradouro é como um artigo que você lê hoje e pensa “Nossa, isso é incrível!”. E quando, após um ano, você o relê, ainda pensa “Olha, esse artigo é realmente muito bom!” Um conteúdo duradouro não se desatualiza, e por isso lhe garante um retorno de longa duração para o seu investimento.

Por que você vai querer escrever um conteúdo duradouro?

Um conteúdo duradouro é a melhor forma de extrair o máximo daquilo que você cria pelo maior período de tempo. Existem quatro motivos para isso:

1. O conteúdo duradouro gera um tráfego consistente e por um longo período de tempo.Um tráfego de longa duração lhe dá um ROI de longa duração. Quanto mais pessoas visitam o seu site, maiores são as chances de algumas delas converterem com base naquele seu conteúdo.

2. Um conteúdo duradouro vai produzir conversões por muito tempo. Se você é capaz de escrever um texto realmente interessante e convincente, ele sempre produzirá conversões enquanto houver pessoas interessadas em lê-lo. Um forte CTA é sempre uma boa pedida.

3. Um conteúdo duradouro gera confiança e confiança gera conversões. Para que um conteúdo seja confiável, ele precisa ser relevante. Para que ele seja relevante por muito tempo, ele precisa ser duradouro.

4. Um conteúdo duradouro faz com que ele seja compartilhado por muito tempo. Quanto mais o seu artigo é compartilhado e quanto mais ele circula, mais ele trará benefícios a longo prazo.

Quer começar a criar um conteúdo duradouro? Eis aqui as seis qualidades que o seu conteúdo precisa ter para ajudar a alavancar o ROI de longa duração.

1) Escreva exatamente aquilo que o seu público quer.

O primeiro passo para se criar um conteúdo duradouro é conhecer o seu público. Você precisa entender aquilo que repercute entre eles. Eis aqui algumas das perguntas pertinentes para se fazer a respeito do seu nicho:

• Que assuntos são sempre relevantes?

• Quais objetivos são sempre válidos?

• Quais são as controvérsias que nunca acabam?

• Que problemas precisam ser sempre resolvidos?

• Quais habilidades serão sempre necessárias?

• Quais características do seu mercado específico serão sempre importantes?

Você está à procura de assuntos que nunca saem de moda.

Por exemplo, escrevi um artigo chamado “Como prever as mudanças de algoritmo do Google”. A verdade é que o Google está sempre mudando o seu algoritmo, os SEOs estãosempre interessados nessas mudanças, que, por sua vez, sempre afetam os rankings no Google, etc. Eu sei que esse artigo vai permanecer relevante, não importa quais mudanças o Google realmente faça.

2) Atualize boa parte do seu conteúdo regularmente.

O motivo mais importante pelo qual você deve atualizar o seu conteúdo é que o Google ama um conteúdo novo. Se você atualizar o seu conteúdo com frequência, o algoritmo vai favorecê-lo na página de resultados (SERP). Isso realmente funciona. Essa tática é chamada de “freshness algorithm” (algoritmo da novidade, em tradução livre).

Existem oito qualidades do algoritmo da novidade que Cyrus Shepard enumera em seu artigo “O Fator da Novidade”. Eis aqui como você pode obter cada uma dessas qualidades para fazer o seu conteúdo antigo conseguir uma posição melhor nos resultados do Google.

• Altere uma quantidade substancial do seu conteúdo. Trocar algumas palavras não causa um grande impacto. Adicionar alguns parágrafos, sim.

• Altere o seu conteúdo com frequência. Duas alterações por ano não é “frequente”. Duas alterações por trimestre, sim. (se você quiser mais informações sobre como fazer isso, dê uma olhada nesse post)

• Atualize o seu site como um todo, frequentemente.

• Mude o conteúdo que aparece acima da dobra – coisas importantes como os títulos e os primeiros parágrafos.

• Faça links para esse conteúdo em outras páginas.

• Faça links para esse conteúdo em outras páginas novas.

• Assegure-se de que o conteúdo é interessante o suficiente para manter a taxa de cliques.

• Assegure-se de que o conteúdo e interessante o bastante para sustentar longos períodos de leitura.

Se você deseja que algum conteúdo seja reindexado e volte aos SERPs, eis no que você deve focar:

• Abra a página no seu sistema de gerenciamento de conteúdo.

• Atualize o título da sua página. Isso não é obrigatoriamente necessário. Só estou mencionando o assunto para te dar um método adicional de como sinalizar para o Google que a sua página foi atualizada. Apenas mude uma frase ou duas. No entanto, certifique-se de que você não está removendo nenhuma palavra-chave importante. Se a sua página não está sendo ranqueada por uma palavra e você quer que isso seja feito, apenas acrescente essa palavra ao título. Claro que você precisa se certificar de que essa é uma palavra relevante para o resto do conteúdo e do site como um todo. O seu título é o que há de mais importante no conteúdo do seu site para fins do SEO, portanto, elabore um bom título.

• Atualize a meta description (descrição). Você pode talvez alterar um pouco a redação. Nada de muito substancial. Você quer apenas dar uma arrumada na descrição e torná-la mais convidativa para quando os usuários começarem a vê-la nos SERPs.

• Atualize o conteúdo propriamente dito – especialmente o conteúdo acima da dobra.

• Altere os H1s ou H2s.

• Faça uma edição geral do seu site. É aqui que você vai editar o seu conteúdo. Eu não me importo com o quão bom era o seu texto quando você o publicou pela primeira vez, provavelmente existem algumas coisas que você pode fazer para melhorá-lo. Acrescente uma frase aqui e ali ou troque a ordem na qual elas aparecem, se possível. Reescreva algumas passagens com uma linguagem diferente.

• Adicione conteúdo novo. Se você puder, vá em frente e expanda os seus artigos. A criação de um conteúdo novo vai ajudar no ranking de uma página antiga.

Você talvez não perceba um aumente meteórico da sua página nos SERPs, mas muito provavelmente perceberá um pequeno aumento no tráfego.

3) Mantenha visível a sua data de publicação.

No esforço de tornar o seu conteúdo duradouro, algumas pessoas optam por esconder a data de publicação. Essa é uma decisão que cabe a você, mas eu fico irritado quando não consigo encontrar a data de publicação de um artigo. Se o conteúdo é duradouro, eu serei capaz de decidir por mim mesmo, mesmo que eu veja uma data antiga.

Se um artigo foi publicado há muitos anos, mas ainda aparece nos SERPs, eu sei que é um conteúdo relevante. As ferramentas de busca estão avançadas o bastante para identificar o conteúdo que presta e aquele que é uma porcaria. Além disso, se o resultado é relevante o suficiente para aparecer na minha consulta, então posso presumir, com certa segurança, que aquele conteúdo contido nos resultados do SERP é também relevante para a minha consulta.

Manter as datas dos seus artigos é sempre uma boa opção. Removê-las não vai tornar o seu conteúdo duradouro, nem vai conseguir enganar as ferramentas de busca ou os seus leitores, fazendo-os pensar que o seu conteúdo é mais relevante.

4) Coloque notas de atualização no seu artigo.

Uma técnica de durabilidade que eu percebi ser muito eficaz é colocar uma nota de atualização num artigo antigo informando aos leitores de que ele foi recentemente atualizado.

Isso ajuda a melhorar a durabilidade do artigo. Um leitor talvez o encontre, reconheça a sua relevância, mas talvez se pergunte se pode ainda confiar nas suas informações, se elas continuam relevantes depois de tanto tempo. Uma breve nota logo no começo do artigo pode ajudá-lo a passar confiança ao leitor.

Pode ser algo tão simples quanto isso:

Eu recentemente atualizei este artigo para levar em consideração o algoritmo Penguin do Google.

Eis um exemplo disso na forbes.com:

image001.png

Os editores de ePHOTHOzine também criaram notas sobre o seu conteúdo atualizado, para assegurar aos seus leitores que eles se mantêm em dia com a tecnologia de fotografia, que está sempre mudando.

image003.png

Dizer aos seus leitores, de forma clara, que o seu conteúdo está atualizado é uma excelente forma de manter as qualidades duradouras do seu artigo.

5) Interaja com os comentários de artigos antigos.

Se eu quero descobrir se um artigo é relevante ou não, eu dou uma olhada nos comentários. Partindo do princípio que as pessoas comentaram, eu procuro quando o último comentário foi postado. Se ele é recente, então eu sei que o artigo ainda possui alguma relevância, mesmo que ele originalmente tenha sido publicado há muito tempo.

Para manter esse sentimento de durabilidade, você precisa interagir com as pessoas nos comentários. Você precisa programar um sistema onde seus comentários sejam enviados para você por e-mail ou que você seja notificado quando alguém escreve um comentário em um artigo antigo. Assim, quando alguém comentar, vá em frente e responda, não importa quando aquele artigo foi publicado.

Eu gostaria de levar isso um pouco mais além. Se eu publiquei um artigo há muito tempo que é relevante para algo que aconteceu agora, então eu talvez volte naquele artigo e dê uma olhada na seção de comentários. Posso escrever um comentário como este:

Eu ouvi falar que muitos sites sentiram uma queda nos rankings quando o Panda foi lançado há alguns anos. Com essa atualização de algoritmo – Pigeon – por acaso os seus rankings mudaram?

Muitos dos que comentaram originalmente no artigo serão notificados sobre o meu novo comentário, reiniciando a discussão. Isso vai propiciar um espaço de interação que vai manter a relevância da página para as pessoas que venham a visitá-la no futuro.

6) Escreva um conteúdo aprofundado e detalhado.

Os artigos que mais perduram são aqueles longos e detalhados. Existem alguns artigos para os quais eu retorno muitas vezes, mesmo que eles tenham sido escritos há muitos anos. Eu sei que o conteúdo é sólido, útil e ainda é relevante. Os autores produziram um conteúdo avançado que não envelhece.

Eis aqui um exemplo desse tipo de conteúdo sólido, detalhado e profundo que eu adoro:

image005.png

Na verdade, eu efetivamente utilizei o post do Shepard enquanto eu pesquisava para este artigo. Mas ele foi publicado em 2011! Eu não ligo. Esse artigo explica alguns aspectos do algoritmo do Google que permanecem, em grande parte, inalterados.

Eu confio no artigo, em parte, porque ele é longo e bem fundamentado, com muitas pesquisas e citações, muitas explicações detalhadas e muitas coisas excelentes.

Conclusão

Uma das melhores formas de se escrever um conteúdo duradouro é algo que eu não mencionei acima. Trata-se simplesmente de escrever um conteúdo excelente. O Google está constantemente atualizando o seu algoritmo para colocar conteúdos de qualidade em uma posição cada vez melhor nos SERPs. Você simplesmente não tem como errar se estiver escrevendo um conteúdo realmente muito bom.

Escrito por Neil Patel | @onte: http://br.hubspot.com/blog/conteudo-roi-duradouro?utm_content=34772633&utm_medium=social&utm_source=twitter

Sem fronteiras no marketing digital – o céu é o limite!

digital_marketing

Ao falar sobre o marketing digital é preciso destacar quatro vértices relevantes que definem bem o valor dessa atividade. Essas ações passam pelo fortalecimento da marca, tornando-a mais visível; divulgação e comercialização de produtos e serviços; conquista e fidelização de clientes, através da informação, e serviços de atendimento ao cliente, com melhoria da rede de relacionamento. Seu investimento em marketing digital deve partir do princípio de que é preciso, primordialmente, disseminar valores e ideais, vendendo produtos e serviços. O que você deseja transmitir ao seu interlocutor? A construção da imagem, ou melhor, da “persona”, utilizando o jargão técnico, passa pela forma como a empresa ou a pessoa se comunica com o seu público.

Partindo dessa premissa, é primordialmente necessário que a mensagem a ser transmitida seja clara, transparente e fidedigna.  Para isso, é preciso estabelecer alguns princípios, que são uma forma direta de comunicação, que deve ser personalizada e inserida no momento certo e com o conteúdo correto. O objetivo do marketing digital, cada vez mais em voga nos dias atuais, sobretudo pela questão de custo, é atrair novos negócios e/ou buscar visibilidade de uma pessoa ou marca. Ao estabelecer essa função do marketing digital é preciso ter em mente que é preciso sim, criar relacionamento e construir a identidade de uma marca.

Tudo isso de modo online, adotando algumas estratégias de Inbound Marketing, que envolve SEO, Marketing de Conteúdo e Redes Sociais. Entre as vantagens do marketing digital, importante destacar a questão das métricas, que permitem mensurar o alcance da campanha adotada pela empresa, ou seja, é possível saber ao certo quantas pessoas ou empresas atingidas e qual o perfil das mesmas; a agilidade; o alcance, com ferramentas que propiciam vislumbrar as áreas a serem englobadas; a segmentação (tipo de público), e a interatividade (você pode ter o feed-back do seu público). Essa comunicação pode ser B2B ou B2C. O que quer dizer isso? Ela pode ser de empresas que vendem produtos para outras empresas (B2B) ou que vendem produtos ou serviços para o consumidor final (B2C).

Apesar da importância que vem assumindo, ainda existem muitas empresas que não conseguem vislumbrar as potencialidades do marketing digital.  Mas, o mundo hoje é totalmente digital e as pessoas, também. Trata-se de um universo muito amplo que as pessoas e, principalmente, empresas precisam entender e adotar em suas projeções e captações de novos negócios, além da manutenção dos mesmos. Mas, qual a principal diferença do mundo online para o offline? A possibilidade que permite ao profissional de marketing acompanhar de perto a evolução da ação, implementando estratégias e monitorando resultados. Ao contrário do offline, como o meio impresso, seja uma revista, jornal ou qualquer outro meio de comunicação impresso, que, para mudar coordenadas, requer o emprego de maiores custos.

Para começar a falar sobre marketing digital, uma empresa antenada com as linhas mestras dessa ferramenta tem que possuir um site, que funciona, mais ou menos, como a vitrine do seu negócio no mundo online. É importante que ele tenha uma boa navegabilidade, seja interativo e interessante, com conteúdo de valor, mas, acima de tudo, é preciso que seja otimizado para os buscadores (Google, Bing, Yahoo, etc.).  Isso significa dizer que aqueles que navegarem na sua página na Internet terão a chance de entender plenamente qual a razão de existir da sua empresa e, principalmente, vão achá-la facilmente. Além do site, outras ferramentas devem ser atreladas, tais como blog, mídias pagas, redes sociais, e-mail e vídeos, como os encontrados no Youtube. Um dado importante é que o site tem que ser responsivo, ou seja, deve ser navegável também em smartphones e tablets.

Ao longo desse artigo foi dada uma breve pincelada sobre o universo do marketing digital e suas ferramentas disponíveis. Porém, a questão da forma como será direcionada a campanha da sua empresa, os meios a serem escolhidos e a estratégia de conteúdo a ser adotada devem ser discutidas junto a um profissional e especialista no assunto.  Por incrível que pareça, ainda existem pessoas ou empresas que acreditam que podem delegar essa tarefa a uma “pessoa entendida no assunto”. Ledo engano!

É preciso que as pessoas entendam que no mundo dos negócios não cabe mais espaço para o que pode ser chamado de “amadorismo”. É preciso entregar o ofício das coisas a quem entende do assunto. Isso é crucial para que os objetivos sejam alcançados e, principalmente, o sucesso da sua investida no mundo digital seja pleno e de forma eficiente.

Por: Verônica M. de Oliveira - Jornalista
www.linkedin.com/in/veronicadeoliveira